domingo, janeiro 11, 2009

JUM@, minha primogênita Felina está muito doente.







Como todos os seres vivos os animais nascem crescem e depois morrem, mas estes seres que convivem dia-a-dia conosco, só nos trazem alegria, amizade e amor incondicional. Assim é minha gatinha, JUM@, 13 anos de convivência fraterna e amorosa, de repente nesses revezes da vida que a gente por mais que se prepare não entende fica doente, dia-a-dia a estou vendo definhando, todo tratamento possível está sendo feito, mas não vejo melhora, a cada dia está mais fraca, mais frágil, mais carente, ela é uma gata que não gostava de colo e de muito chamego, agora os aceita mansamente parece até que os deseja. Já não tem fome, mas consigo lhe dar comida na boca a cada 4 horas só assim ela come, pequenas colheradas.

Anda cambaleante, mas não desiste, vai pelo quintal se deitando aos poucos até chegar onde deseja ficar. A mim só resta ficar ao seu lado dar meu carinho e amor e tentar ajudá-la a reverter esta situação, mas há momentos que fico animada, mas logo em seguida desanimada parece que fica melhorzinha um instante para logo em seguida ficar mal novamente.
Minha gatinha querida, já lutamos outras vezes e você foi guerreira, vamos lutar mais uma vez e vencer mais essa batalha.

2 comentários:

Fátima disse...

Oi, Lena, entendo tua situação, pois já passei muitas vezes por isso. Para teres uma idéia, atualmente estou com 25 gatos, embora 07, já tenham famílias amorosas para os adotar assim que estejam bem.
Vou te dar a receita da minha poderosa sopa Salva-gato:
- 1 peito de frango
- 1/2 colher de sopa de sal
- 02 batatas-inglesas descascadas e picadas
- 300 g de massa espaguete fino.
Cozinha o peito de frango, as batatas e sal em água suficiente.
Quando estiverem macios, desossa e desfia o frango, tirando a pele fora, e amassa as batas com um garfo. Põe de volta na panela, acerta a água o suficiente para cozinhar a massa nessa mistura toda, de forma que fique com bastante caldo.

Aí, separe uma quantidade boa do caldo, e vá dando para ela de conta-gotas ou seringa sem êmbolo de borracha (que tem nas veterinárias). No início, uns 10 a 20 ml de hora em hora.

Isso reidrata e fortalece mais do que soro injetável e não judia do animal. E o veterinário das minhas reconhece que realmente dá certo.

Um abraço e que a Graça Divina esteja sempre com vocês.
Fátima

maicher disse...

It seems my language skills need to be strengthened, because I totally can not read your information, but I think this is a good BLOG
jordan shoes