segunda-feira, dezembro 13, 2010

Juca Raphael na hora do almoço

12-12-2010








4 comentários:

Cristina Bortoli disse...

Amamos tanto esses animais, só quem convive com eles é que sabe do que somos capazes, e por mais pesada que seja a carga, não temos limites. Muita força, querida.

Marlene (Amara Antara) disse...

Obrigada, querida!
Mas não me sinto sobrecarregada por ter que dar atenção especial para ele. É interessante até nisso quando chega visita aqui em casa e me Vê dando comida para ele acha que é demais etc etc. Mas se fosse uma pessoa as pessoas me achariam o máximo, mas como é um gato... é demais.
Aquilo que falamos anteriormente... é apenas um ".gato"
Amor e Luz
Marlene & Juca raphael

Cristina Bortoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina Bortoli disse...

Concordo contigo, seria normal para eles se fosse com uma pessoa, e receberia elogios pela sua dedicação. Queriam o que? Que você simplesmente ignorasse ou fizesse coisa pior? "Cerumanos"!!!!! A carga que eu mencionei é a emocional, nos abatemos com esses momentos difíceis, com as idas ao veterinário, exames, expectativa.

Mas o que mais recebemos são críticas, as pessoas se sentem incomodadas, acham que jogamos dinheiro e tempo fora. Já ouvi tanto: Não gosto de gatos!!!!